Férias em Orlando: Visitando o Hogsmeade e Hogwarts

Eu adorei o Beco Diagonal, mas pra ser sincera, Hogsmeade ganhou meu coração. Desde a primeira vez que fui, achei tudo tão fofo que nunca mais esqueci a experiência de estar ali. Mas desta vez, viajando no Expresso de Hogwarts, foi ainda mais especial. Como eu havia dito no post anterior, eu quis seguir os passos de Harry Potter em A Pedra filosofal, e chegar em Hogsmeade e consequentemente em Hogwarts viajando no expresso, foi uma emoção a parte. (Pense numa criança feliz! Hahahah)

O Expresso de Hogwarts em Hogsmeade.

São muitos os detalhes. Tudo fazendo parecer uma cidadezinha de verdade. Assim como o Beco Diagonal, todas as lojas dos filmes / livros estão lá. Interligadas por dentro umas às outras para facilitar a circulação. Mas o que me encanta de verdade são os telhados cheios de “neve”. A sensação é tão agradável ao dar de cara com Hogsmeade pela primeira vez que eu nem consigo explicar.

Hogsmeade

O dia estava lindo para tomar uma Butterbeer geladinha. Esse foi o segundo dia que fui aos parques da Universal e estava calor. Pedi dessa vez a versão frozen da Butterbeer para experimentar. Junto com a caneca (que eu trouxe para casa e que posso usar sempre para beber cerveja amanteigada quando for lá) ela saiu por 14 dólares. Prefiro a Butterbeer regular, mas essa é uma delícia também.

Cerveja Amanteigada na versão Frozen <3
O restaurante Três Vassouras por dentro.

Nesse dia confesso que quis ir logo à Dedos de Mel. A loja de doces é simplesmente linda. Lotada como imagino que eram as visitas do trio de ouro Harry, Ron e Hermione à loja, tem tanta coisa que a gente fica até meio perdido. Desta vez eu quis comprar os feijõezinhos de todos os sabores e propus uma brincadeira ao meu grupo: provar e avinhar qual era o sabor. O primeiro que comi tive sorte que era de tutti frutti, mas não escapei de acabar provando um de vômito e outro de cera de ouvido. Blergh.

A Dedos de Mel. Loja mais linda e mais frequentada por motivos óbvios.
Não resisti e comprei um bolo de caldeirão. Bom que a forminha dá pra aproveitar pra fazer outro bolo. Ele custou 9,95 dólares.
Algumas das coisinhas que eu trouxe. Ao fundo à esquerda, a caneca de Butterbeer que comprei no quisque no meio de Hogsmeade. Ao fundo no centro os feijõeszinhos de todos os sabores no qual paguei 10,95 dólates. E à frente, a figurinha holográfica que veio no meu sapo de chocolate. O sapo custou 10,95 dólares.
Simplesmente amo essa foto. Não podia deixar de tirar uma foto diante do Castelo de Hogwarts. E tem uma Metamorfomaga invadindo a minha foto mas tudo bem =)

Mas e o Castelo de Hogwarts? Não, ele não é só um cenário ao longe. Dentro dele há uma atração chamada Harry Potter and the Forbidden Journey. Na qual, junto com Harry fugimos de um dragão, entramos na floresta proibida dando de cara com Aragog e ainda ganhamos uma partida de quadribol. Mas enquanto nossa vez não chega – naquelas filas que podem ser imensas – conseguimos ver diversos detalhes do castelo bem de perto.

O Chapéu Seletor dentro do castelo. Já contei a vocês que ele me selecionou para a Lufa-Lufa né? Quanto amor tenho por essa casa! <3

Desde a estufa onde ocorrem as aulas de Herbologia, a entrada da sala de poções, a entrada da casa comunal da Grifinória, salas de aula, o escritório de Dumbledore, o Chapéu Seletor e tantas outras coisas

Helga Hufflepuff, a criadora da Lufa-Lufa, em um dos quadros dentro do Castelo. <3

E quadros. Uma infinidade de quadros que se mexem e conversam entre si e até falam conosco.

Rowena Ravenclaw e Salazar Slytherin, criadores das casas Corvinal e Sonserina respectivamente. Só vou ficar devendo o criador da Grifinória porque não fotografei.
O quadro da Mulher Gorda na entrada do salão comunal da Grifinória. Ela pergunta pra pessoas de fila quem elas são e como que ela pode deixar tanta gente entrar. Fala mais umas coisinhas, nos mandando andar logo ou vamos peder o jogo de quadribol. E ainda torce pela Grifinoria. Tudo isso para distrair enquanto estamos na fila do brinquedo
Harry Potter and the Forbidden Journey
Dentro de uma sala de aula.

O que contei aqui não chega nem aos pés da emoção que é ver tudo isso de pertinho. Em 2010 quando fui pela primeira vez não ligava tanto para Harry Potter, mas saí do parque completamente encantada. Foi ali que minha paixão começou. E o que posso dizer é que totalmente vale a pena. A experiência vivida ali não tem preço.

Próximo post contarei um pouquinho mais sobre os parques da Universal Studios e darei algumas dicas bem bacaninhas de como economizar com o refrigerante e a pipoca! Até lá!

5 thoughts on “Férias em Orlando: Visitando o Hogsmeade e Hogwarts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *