Quanto custa comer em Orlando?

Seguindo a série de posts sobre a minha viagem de férias, desta vez eu venho contar pra vocês quanto custa comer em Orlando. E já vou começar respondendo “depende”.

Depende do tipo de experiência que você deseja ter por lá. Eu, meu irmão, minha cunhada e a filha dela optamos por viver o que o lugar tinha para oferecer, afinal era a primeira viagem da menina. Assim ela poderia conhecer algumas das comidas mais procuradas em Orlando. Então, comer em Orlando pode ser caro ou barato, dependendo do que você está procurando. Vou colocar aqui em baixo os principais lugares que frequentamos e quanto paguei pela alimentação.

Wendy’s

Claro que íamos comer em fast foods. Porque, né, é praticamente o país dos fasts foods mais variados. Elegemos o Wendy’s para viver nossa experiência, já que estamos cansados de saber como é comer no McDonalds ou no BK. Em um Combo Dave’s Single – composto por um cheese burguer de tamanho razoável (com 250g de carne, queijo, alface, tomate, picles, ketchup, maionese e cebola), batata frita pequena e bebida refil – eu paguei 6,39 doláres mais 0,42 de taxa, dando um total de 6,81.

Combo Dave’s Single da Wendy’s

Houve um dia que decidi comer um cookie também junto com o combo e ele saiu por menos de 1 dólar – havia algum desconto no biscoito. Mas nem recomendo, ele não estava tão bom assim. Fora isso, a comida do Wendy’s é bastante decente pra um fast food. Preferi Wendy’s a McDonalds por exemplo.

Meal deal 4 for 4

No último dia lá, voltamos ao Wendy’s atraídos por uma promoção anunciada por eles. Por 4 dólares foi possível adquirir 1 cheese burguer pequeno, 1 batata frita pequena, 1 porção de 4 nuggets e 1 bebida refil. Pra mim foi a medida certa. Comi bem, mas como o sanduíche era menorzinho, meus companheiros de viagem decidiram pegar outro combo.

Promoção 4 for 4

Quando voltei vi que existe Wendy’s em São Paulo, mas não faço ideia se é o mesmo sabor de lá e quais são os preços.

Taco Bell

Pra quem não conhece a Taco Bell é uma rede de fast food de comida mexicana. E é uma opção pra quem quer sair um pouco dos sanduíches. Eles também oferecem combos e lá eu consumi o combo composto de 1 burrito, 1 taco e uma bebida refil. Me custou 6,19 + 0,41 de taxa, dando um total de 6,60 dólares.

Starbucks

Na Starbucks eu quis provar algo que eu não conhecesse ainda, que não tivesse no Brasil. Assim sendo provei duas bebidas sazonais de natal. Uma delas foi o Frappuccino Caramel Brulée e o Frappuccino Peppermint Mocha. Gostei bastante de ambos. O tamanho Venti custou 6,30 dólares.
Sim, eu sei, com esse dinheiro dava para comer uma refeição inteira em outro lugar, mas eu fui pela experiência – afinal viagens são para isso, viver experiências.
Quando voltei ao Brasil vi que a Starbucks daqui estava fazendo o Caramelo Brulée também, mas infelizmente o Peppermint não.

Denny’s

Um restaurante que a gente gostava bastante de ir é o Denny’s. Ele tem um cardápio que lembra um pouco restaurantes como Outback. Algumas opções de sanduíches gigantescos, algumas de comida mexicana, algumas saladas, algumas carnes, algumas massas. Coisas do tipo. Mas como é um restaurante, além do preço da comida é preciso deixar uma gorjetinha por fora para os atendentes que no geral eram sempre super bem humorados e atenciosos.
Eu não guardei nenhuma notinha de lá, mas todas as vezes que fomos lá, nós 4 pagamos uma média de 12 dólares por pessoa. A gente dividia igual entre nós 4 incluindo a gorjeta. Ah, e a bebida lá também é refil, mas diferente dos fast food que nós mesmo temos que levantar para buscar, quem traz o refil da bebida é a pessoa que estiver atendendo a mesa.

O Denny’s possui um cardápio bem variado.

Sbarro

Sbarro é um restaurantezinho que fica na praça de alimentação do Outlet Orlando International. A gente precisava matar a foma rapidinho no meio daquela maratona de compras da Black Friday e queríamos comer uma pizza. E pizza é sempre bom né?
Lá compramos uma pizza grande metade peperoni, metade mussarela, que dava duas fatias para cada pessoa e pagamos 16,99 + 1,10 de taxa dando um total de 18,09 dólares. A bebida não estava inclusa.

Walmart

A melhor dica para economizar com comida nos dias de parque é levar algumas coisinhas na mochila. As comidas nos parques são muito caras então optamos por dar uma passada no Walmart e comprar pão de forma (US$ 2,18), cream cheese (US$ 1,96), manteiga (US$ 2,88) batata lays (US$ 2,48), biscoito oreo
(US$ 2,98)
, essas coisas.

Quis também experimentar algo que nunca havia provado antes, a peanut butter. Tinha curiosidade pra entender o porquê dos americanos gostarem tanto disso. Essa que compramos (e acabei trazendo pra casa) não é doce e nem salgada. E, bem, tem gosto de, pasmem, amendoim(!! really??!!) Ainda não sei se gosto ou não dela, mas os meus companheiros de viagem odiaram. Ela custou 2,48 dólares.


Não foi a alimentação mais saudável do mundo durante essa viagem. Mas eu já saí daqui sabendo que seria assim. Então nada de culpa. Curti numa boa sem neuras. Agora passados natal e ano novo o lance é voltar à minha rotina saudável e equilibrada para manter a saúde em dia e poder fazer outras viagens bacanas como essa.

No próximo post da série vou contar sobre minha breve visita ao Disney Springs. <3
Até lá!

Gostou? Compartilhe!

Posts Relacionados

2 thoughts on “Quanto custa comer em Orlando?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *