Série Versailles – Louis XIV, Filipe de Orleans, intrigas, etiqueta e moda

A Série Versailles, recém lançada na Netflix, já ganhou meu coração. Focada no relacionamento conturbado de Louis XIV com seu irmão Filipe de Orleans, a trama tem como pano de fundo o palácio de Versailles, a construção dos monumentais jardins e a expansão do que antes era o pavilhão de caça de seu pai, tornando-o o maior palácio do mundo.

Série Versailles

É claro que, como toda boa trama real que se presa, o que não falta são intrigas e traições. Política, estratégias e Louis XIV se tornando o Rei Sol como o conhecemos através dos livros de história.

Série Versailles

A Série Versailles começa quando a mãe de Louis XIV, Ana de Áustria, morre e ele ainda luta para se estabelecer no trono. Como Louis III, pai de Louis XIV faleceu quando este tinha apenas 5 anos de idade, Ana de Áustria fora instaurada regente, governando em nome do filho até ele completar 13 anos de idade. Só que aos 13 anos, ele era rei só no nome praticamente, sendo que o primeiro ministro Mazarin (sucessor do cardeal Richelieu) quem ainda comandava na prática.

Apenas 10 anos depois, aos 23 anos que Louis XIV anunciou que assumiria ele próprio o governo do reino. Sua mãe morreu 5 anos depois aproximadamente. Na série mostra o quão ligado ele era à mãe e o quão perdido fica neste momento de sua vida quando tenta manter o controle sobre os nobres de sua corte e sobre todos o país.

Série Versailles
Conhecido por ter tido várias amantes – e ter tido com elas vários filhos os quais legitimou em sua maioria –  a primeira temporada da série mostra algumas das mais importantes delas. Além disso, o relacionamento frio com sua esposa a rainha consorte Maria Teresa de Áustria.

Série Versailles

Mas o que queremos ver? Louis XVI e seu irmão Filipe de Orleans brigando pelos mais variados motivos. Os dois o que tem de lindos tem de briguentos. Guerras de egos acontecem entro os dois, mas como bons irmãos que se presam, são os dois contra o mundo. Um acaba sempre apoiando o outro não importa o quão arrogante um seja ou o quão controverso e chocante o outro tente ser.

Filipe é extremamente liberal e apaixonado por moda e boas maneiras. Interessante ver como Louis pede ao irmão que instaure regras de etiqueta como uma manobra política para fazer com que os nobres que vivem em sua corte se acalmem e se ocupem, servindo o rei com mais elegância. Tudo faz parte de um teatro.

Série Versailles

A moda é mostrada de maneira discreta, com mudanças bastante sutis ao longo da primeira temporada. Naquela época as mudanças da moda eram bem lentas mesmo, e só quem prestar atenção vai notar o caminho que o figurino vai traçando para que mais adiante as influências do Rei Sol desponte em toda a sua corte.

São pequenas referências, um diálogo aqui e outro ali, que anunciam o que a série ainda promete mostrar. As cores tenderão a ser mais extravagantes e tudo se tornará muito mais grandioso, caminhando para o que é conhecido na história por Era Barroca. Pode apostar.

Série Versailles

A série Versailles é linda de se ver. É uma superprodução que dizem por aí ter custado 27 milhões de euros. Algumas cenas são gravadas no Palácio de Versailles mesmo e as demais externas são feitas em diversos jardins de castelos franceses.

O elenco é composto por George Blagden, conhecido por seu papel em Vikings, agora é como Luís XIV, o vaidoso Rei Sol. Alexander Vlahos como Monsieur Filipe I, Duque de Orléans, irmão do rei, gosta de homens e mulheres e até se veste de mulher para afrontar o irmão (para você ver como o mundo é e sempre foi gay). Evan Williams maravilhoso como Chevalier de Lorraine, amante de Filipe. Tygh Runyan como Fabien MarchalStuart Bowman como Alexandre Bontemps, valete do rei. Amira Casar como Béatrice, Madame de Clermont. Noémie Schmidt como Henriqueta da Inglaterra, esposa de Filipe. Anna Brewster como Françoise-Athénaïs, Marquesa de Montespan, amante do rei. Sarah Winter como Louise de La Vallière, amante do rei. Elisa Lasowski como rainha consote Maria Teresa, entre outros.

Se você curte moda, realeza e história francesa, vai amar essa série. Claro que há várias licenças poéticas para tornar tudo mais interessante. Não se preocupe, ela é toda em inglês (claro que tem dublada e com legenda, mas acho que deu pra entender onde quero chegar ;)) Ah, não é bom ver com família ou filhos, pois ela tem bastante cenas de nudez e sexo.

Quer mais dicas de filmes e séries: clica aqui. 🙂

Ahh, olha que linda a música de abertura! É da banda M83, e a música se chama Outro. Amo!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *