The Elder Scrolls Online – conheça o jogo com temática medieval que está gratuito esta semana!

Eu sempre fui daquelas nerdzinhas que gostam de RPG e assuntos medievais. Gosto de história de reis, rainhas e guerreiros, e obviamente já joguei GURPS, entre outros. Nerd do tipo devoradora de livros do Senhor dos Anéis. Nerd do tipo que foi visitar no último domingo uma feira medieval para ver como é. Nerd com orgulho. E se tem um tipo de jogo que eu gosto é o jogo MMORPG The Elder Scrolls Online.  Sabe o que é mais legal? Ele está gratuito na Steam essa semana!

De vez em quando a Steam faz dessas coisas, deixa algum jogo gratuito por um tempo para termos a oportunidade de testar.  E foi exatamente numa dessas ocasiões que conheci o The Elder Scrolls Online. Desta vez ele poderá ser jogado de forma gratuita até o dia 18 de abril, não apenas no PC, mas também na PS4, no Xbox One e no Mac.

Visão Geral do Jogo The Elder Scrolls Online: Tamriel Unlimited

Tinha um tempinho que eu não jogava Elder Scrolls pois estava mais engajada no The Sims, como contei aqui. Porém, no último final de semana fui visitar uma feira medieval e lembrei do jogo.

Este game tem origem no jogo de RPG single player Skyrim, que é também bastante famosinho pra quem curte esse tipo de temática. É impressionante a riqueza das histórias, da mitologia do game e das possibilidades que ele oferece. É possível você fazer um personagem que seja mago, porém que usa heavy armor e ao invés de um cajado ele use espada por exemplo. É tipo: go crazy!

Essa elfona linda poderosa, guerreira aí é meu main char no jogo. Meu nível ainda é baixíssimo em comparação as veteranos no jogo, mas eu não tenho pressa de upar, o importante é me divertir.

The Elder Scrolls Online
Minha personagem principal em The Elder Scrolls Online. É um High Elf DragonKnight

São varias raças e classes de opção na hora de criar um personagem (char) novo. E as combinações de rosto, corpo, cabelos e até mesmo voz do personagem são infinitas. Dá pra perder um bom tempo nisso se você quiser fazer o seu boneco com calma. Só para que vocês tenham uma noção das opções, criei um char novo só para mostrar essa parte.

The Elder Scrolls Online: criação de char

The Elder Scrolls Online: criação de char

São, de fato, inúmeras opções. É possível colocar cicatrizes ou tatuagens no corpo e no rosto, além de escolher cor dos olhos, cabelos, penteados, tom de pele, tamanho de orelha, mãos pés… Sério mesmo, tem muita opção em todas as raças. Eu que tenho mania de fazer elfos.

Eu recomendo muito que se escolha com calma a aparência do seu personagem. Depois que você começar a jogar com ele é possível mexer na aparência, mas para isso, você vai ter que desembolsar alguns reais, coisa que eu não recomendo.

The Elder Scrolls Online
Mexer na aparência do seu personagem já pronto é caro, não o façam!

 

O mundo em Elder Scrolls é bem detalhado e bem feito. Tem cenários muito bonitos bem como assustadores. E tem muita magia e criaturas espalhadas pelo mapa.

 

The Elder Scrolls Online

The Elder Scrolls Online

The Elder Scrolls Online

Existem também diversas dungeons pelo mapa que você pode entrar a qualquer momento. A maioria delas tem várias pessoas já lá dentro que acabam se ajudando. Salvo umas dungeons específicas de quests que aí você tem que se virar sozinho mesmo. Nas demais você pode ir em party, ou arrumar uma galera pra te ajudar assim que entrar.

The Elder Scrolls Online
Soltando uns golpes e magias em um NPC.

 

Casa própria no The Elder Scrolls Online

Como havia um tempinho que eu não jogava, houveram várias atualizações. Foi uma grata surpresa descobrir que agora pode-se ter sua própria casa. Há uma quest específica que te ajuda a conseguir seu primeiro cafofo.

The Elder Scrolls Online
A quest para conseguir a “casa” começa e termina com esse sujeito aí. Você precisa levar pelo menos 1 móvel pra começar a mobilhar seu cafofo.
The Elder Scrolls Online
Eu na minha mansão de 2 metros quadrados. Não tá fácil pra ninguém. É isso que eu ganho depois de salvar a vida da Rainha. Vai vendo.

 

Existem várias espalhadas pelo mapa. E se você for um guerreiro bem abastado pode morar bem. No meu caso, não consigo comprar nem esse barraquinho élfico (o jeito é ficar com o cafofo por enquanto):

The Elder Scrolls Online
Barraco caro, né gente? Imagina se fosse no Leblon.

 

Vídeo desta expansão

Neste vídeo dá pra ter uma noção melhor de como é o jogo e suas infinitas possibilidades:

 

Mais sobre o período gratuito, requisitos da máquina (caso você use seu PC ou Mac) e preço!

O período experimental gratuito inclui acesso ao jogo base completo The Elder Scrolls Online: Tamriel Unlimited, e a 500 Crowns para os jogadores gastarem dentro do jogo. Para jogar gratuitamente, basta baixar o jogo e criar uma conta. Com essas 500 Crowns já da pra conseguir uma montaria logo de cara. A minha montaria eu consegui assim. O que super recomendo, já que ficar andando a pé nesse mapa pode ser bem demorado. Existem pontos que te “teletransportam” para outros pontos, o que facilita bastante as viagens também. Você pode adquirir mais crowns por fora, mas custam dinheiro de verdade.

Com as Crowns é possível adquirir várias coisas inúteis também, que servem apenas de “enfeite”. Como essas aparências de nobre e grega.

The Elder Scrolls Online

The Elder Scrolls Online

Eu, na época, quando acabou o período gratuito, acabei comprando o jogo pois gostei bastante. Eles fizeram promoção e tudo mais. Mas eu não recomendo a ninguém comprar sem antes testar e ver se gostou de fato, pois o jogo não é baratinho não. Até o dia 18 ele está com desconto de 63%, saindo a R$ 46,17. O preço normal dele é R$ 139,90. Então, meu conselho é: aproveita pra testar e jogar muito nesse feriado, pois depois fica bem caro mesmo! E só compre, na promoção, se realmente gostar! Isso não é um publieditorial! Só resolvi falar do jogo pois gosto mesmo dele!

A Steam recomenda os seguintes requisitos pro seu PC:

  • OS: Windows 7/Windows 8.1 64-bit
  • Processor: Quad Core 2.3GHz or equivalent processor
  • Memory: 4 GB RAM
  • Graphics: Direct X 11.0 compliant video card with 2GB RAM (NVidia GeForce GTX 750 or AMD Radeon HD 7850)
  • DirectX: Version 11
  • Network: Broadband Internet connection
  • Storage: 85 GB available space
  • Sound Card: DirectX compatible sound card

E no caso dos Macs:

  • OS: OS X 10.9 or Later
  • Processor: Intel i5 processor
  • Memory: 4 GB RAM
  • Graphics: NVidia GeForce 640 or AMD Radeon 5670 (1GB of VRAM)
  • Network: Broadband Internet connection
  • Storage: 85 GB available space
  • Additional Notes: OpenGL: 4.1

The Elder Scrolls Online é da Zenimax Online Studios. 🙂

The Elder Scrolls Online
Fica, vai ter bolo 😀

 

 

Shannara Chronicles: a série que é ruim, mas é boa!

Sabe aquela série que é ruim, mas é boa? Pois é! Assim é Shannara Chronicles que entrou recentemente no catálogo da Netflix. E eu confesso que eu amei, mesmo sendo ruim. Mas é bom! Hahahahah

Shannara Chronicles

Elfos, meio-elfos,  humanos, druidas, gnomos, trolls, demônios, uma árvore mágica, pedras élficas se misturam em um universo de fantasia criado pelo escritor Terry Brooks.

Em Shannara Chronicles tudo é muito lindo, os cenários são maravilhosos – soube que foi gravado na Nova Zelândia – e de cara você já vê todas as similaridades com Senhor dos Anéis.

Eu que sou fã desde sempre de LOTR – li todos os livros antes mesmo de lançar os filmes – a princípio torci o nariz e pensei: “Mas gente, que cópia barata e descarada!”. Daí, pesquisando sobre a série, descobri que na verdade ela é baseada nos livros do autor Terry Brooks.  Ele, por sua vez, não esconde de ninguém que é também fã de Tolkien e se inspirou mesmo. Super entendi o lado dele e continuei a assistir.

Shannara Chronicles

O legal desse universo fantástico é que a história se passa em um futuro muito distante desse nosso aqui na terra mesmo. Diferentemente das obras de Tolkien em que a terra-média nada tem a ver com o nosso planeta terra.

Nesse futuro distante de Brooks a humanidade passou por diversas guerras e as tecnologias foram dizimadas. A magia ressurgiu e desapareceu de novo, fazendo parte de lendas. Mas nesse futuro incrível temos elfos que são a raça superior enquanto os humanos vivem à margem, da sociedade.

Os próprios elfos, que são guardiões da árvore Ellcrys há séculos, não acreditam nas lendas ou existência de magia. Porém a árvore que eles protegem por pura tradição é na verdade um portal que protege o mundo dos demônios. Esses demônios foram banidos do planeta em uma guerra há muitos seculos do presente em que eles se encontram.

E é aí que o bicho pega, pois a árvore começa a morrer lentamente e eles não acreditam que os demônios podem de fato voltar ou sequer existiram. A partir daqui não vou contar mais porque seria spoiler.

Nesse universo em que a magia começa a ressurgir, os protagonistas se deparam às vezes com objetos que para eles seriam arqueológicos, mas que fazem parte do nosso dia a dia. Por exemplo: um helicóptero destruído, um gerador, coisas assim, da nossa tecnologia atual que não funciona mais. Para eles, nós somos história, entendem?

 

Shannara Chronicles

Os protagonistas são três:  a princesa élfica Amberle – interpretada por Poppy Drayton, o fofo meio-elfo Wil, vivido por Austin Butler e a humana Eretria interpretada por Ivana Baquero. Entre encontros e desencontros eles precisam cumprir uma espécie de profecia. E é claro, rola um triângulo amoroso – o qual me irritou um pouco, mas ok, nada demais. Ah e o druida que os guia durante a jornada em nada lembra o Gandalf o cinzento. Allanon é um cara bonitão e forte com ar misterioso, vivido pelo ator Manu Bennett.

Shannara Chronicles
Oi, tudo bem?

Eu avisei que era bom, mas que é ruim também, não avisei? De qualquer maneira eu quero uma continuação de Shannara Chronicles o mais rápido possível. Não é nenhuma obra super profunda, mas os efeitinhos especiais são bem feitos  a história tem potencial. Fiquei curiosa para ler os livros, mas pelo o que pesquisei até agora nem todos foram traduzidos para o português, o que pode ser um empecilho para muita gente.

Enfim, a série diverte e como eu resolvi assistir por pura curiosidade e sem nenhuma grande expectativa, eu acabei gostando. Tem mais dica de série boa de verdade neste link aqui!

Se vocês assistirem, me contem o que acharam. 😉