CoSchedule – um calendário super bacana para planejar melhor seu blog

Esses dias navegando pelo Pinterest, meio perdida, procurando algo que me ajudasse a me organizar melhor aqui no blog, acabei encontrando essa ferramenta all-in-one CoSchedule. E, não vou te enganar não, gostei bastante desse blog planner.

Logo CoSchedule

Acontece que quando a gente começa um blog novo não tem noção de quanto trabalho isso envolve. Não é só sentar meia-horinha e escrever sobre uma coisa qualquer. Além da pesquisa envolvida para escrever (sim, gente, eu pesquiso bem antes de sair escrevendo qualquer bobagens), da produção de imagens para ilustrar os posts e a escrita propriamente dita, há ainda a necessidade de divulgar e promover o trabalho. Isso envolve postar em redes sociais distintas. No início da blogosfera, basicamente existia só o twitter para tanto.

Eu já tive blogs antes, como o Silent Devotion que começou como uma brincadeira em 2003 um weblogger, sem pretensão nenhuma.  O twitter só foi surgir bem depois em 2006. Mais ou menos nessa época,  quando eu já morava na Itália, que blogs começaram a virar fonte de renda de algumas pessoas, e a palavra bloggueiro virou sinônimo de profissão.  A essa altura eu já tinha domínio próprio e twitter, mas ainda assim não tinha pretensão nenhuma. Depois o Silent Devotion evoluiu para o Democracia Fashion (Que está lá, quietinho, para quando eu decidir voltar. Ou talvez eu ainda o incorpore de alguma maneira aqui mesmo, não me decidi) e eu usava mais o Facebook para divulgá-lo. Quando eu mantinha esses blogs que citei por puro hobby, não havia ainda Instagram, G+, Linkedin, Pinterest, etc.

Quer dizer, de lá pra cá a coisa evoluiu muito. E o que não faltam são redes sociais. É aí que o CoSchedule entra. Durante o tempo em que fiquei usando de teste (15 dias gratuitos) a ferramenta facilitou muito a minha vida. A ferramenta é uma espécie de calendário onde você pode planejar não apenas o conteúdo do seu blog, quanto programar o que vai ser postado nas suas redes sociais.

A ferramenta pode ser acessada tanto pelo site do próprio CoSchedule quanto por dentro do próprio wordpress, como um plugin. E é por dentro do wordpress que a magia acontece.

CoSchedule Painel

Eu redijo o meu post normalmente pela interface do wordpress, e aí, quando termino de escrever, inserir imagens e etc. – ou seja, quando deixo o post pronto “redondinho” – é o momento em que o CoSchedule entra em ação.

Logo abaixo da área de post, aparecem as opções da ferramenta. O visual é bonito e intuitivo, basta ir escolhendo em qual rede social você deseja divulgar seu post, determinar qual dia e até mesmo o horário. Caso prefira, há a opção do próprio CoSchedule escolher o melhor horário também. Fora isso, você pode escolher a imagem que vai ser postada com a chamada para o seu blog e trocar o texto sugerido pela ferramenta, se quiser.

CoSchedule
Alguns posts agendados para divulgação nas redes sociais. Posso escolher a foto que vai aparecer e editar o texto da chamada.

 

Ah, sabe o que é super bacana também? O fato de você poder arrastar as coisas dentro do calendário para rearranjar como preferir. Aquele esquema que eles chamam  de drag and drop.

CoSchedule
Se eu quiser, é só clicar em um desses agendamentos e trocar de lugar arrastando.

 

Esse vídeozinho abaixo mostra mais ou menos como a ferramenta funciona. Está em inglês, mas dá pra ter uma ideia do visual e praticidade do CoSchedule.

 

CoSchedule from Garrett Moon on Vimeo.

 

Eu meio que fiquei apaixonada pela praticidade da ferramenta. Aquela mão a roda para quem estava perdida como eu. O único problema é que o período gratuito acabou e é preciso pagar uma mensalidade. Essa mensalidade não está nada barata para os dias atuais no Brasil. Afinal que já foi o tempo que o dólar era uma pechincha.

O plano mais basiquinho está $15 dólares mensais e dá direito a ter 1 usuário e conectar até 5 redes sociais. Acho que esse plano me atende bem, já que não tenho a necessidade do workflow (por enquanto o blog é feito apenas por mim mesma).  Estou pensando direitinho e, eventualmente devo acabar assinando.

O ponto positivo é que para tertar durante 15 dias gratuitamente não precisa informar cartão de crédito nem nada. Total sem compromisso e foi por isso que resolvi testar. O problema continua sendo aquele: a ferramenta pode te deixar dependente. Se você tem blog acho que deveria pelo menos testar. O único risco que você corre é o de gostar muito e ter que desembolsar uma graninha.