Eu nunca li Harry Potter… mas…

É isso mesmo, eu nunca li Harry Potter. Quando os filmes foram lançados (e os livros também) eu já tinha aí uma certa idade e era (continuo sendo) fã de Senhor dos Anéis. Li todos os livros da trilogia de Tolkien além de O Hobbit um pouco antes dos filmes serem lançados.

Harry Potter
Mas eu tenho o funko de quadribol e até a varinha referente ao meu aniversário <3

Quando Harry Potter e a Pedra Filosofal lançou no cinema eu confesso que não me interessei em ver logo de cara. Estava nos primeiros anos da faculdade e meu foco era outro. Assisti os filmes depois, na tv e por outros meios, mas nunca no cinema.  devido a minha idade, como era de se esperar, achei um pouco infantil. Divertido, história interessante, mas infantil. Vida que segue. Até que um dia, numa viagem à Disney, visitei o parque da Universal Studios onde haviam lançado uma área toda dedicada a Harry Potter. Na época só existia por lá Hogsmeade e o Castelo de Hogwarts. Foi em 2010.

Somente em 2010 que eu finalmente entendi a paixão dos fãs e o sucesso de Harry Potter. O parque é simplesmente fantástico e nos faz sentir dentro daquele mundo mágico incrível. Mas ainda assim eu não li os livros. Até porque estava com os filmes ainda na cabeça. Mas vi de perto os quadros falantes conversando entre si no castelo, comprei uma varinha referente ao dia do meu aniversário e já estava satisfeita com aquilo.

Em 2015 eu voltei aos EUA numa viagem de família e dessa vez fomos conhecer a área nova do outro parque da Universal onde haviam construído o beco diagonal, parte de Londres e a estação de trem com a plataforma 9 3/4. Infelizmente não peguei o trem daquela vez, mas soube que a viagem de trem em si é uma experiência maravilhosa. Meu sonho é voltar lá e fazer a experiência completa.  Porém, ainda assim, não foi daquela vez que resolvi corrigir essa falha horrível e ler os livros. Nem mesmo quando fiz os testes do Pottermore quando descobri ser lufana eu li os livros.

Animais Fantásticos e Onde Habitam eu quis ir ver no cinema, pra viver a experiência do mundo de J.K. Rowling nas telonas. Bacana ter um  como o Newt Scamander e ele ser da Lufa-Lufa. Casa acusada de ter só figurantes. Não é à toa que quase ninguém quer ser lufano, mas olha, depois que li a respeito da casa que foi selecionada pra mim, fiquei orgulhosa de fazer parte dela.

Apesar disso tudo, foi somente agora, há duas semanas, que resolvi que era hora de ler tudo. Muito tem a ver com o fato de que comecei a jogar Harry Potter: Hogwarts Mystery. De alguma maneira o joguinho fez com que eu voltasse a minha atenção mais intensamente para o universo de Harry Potter e foi assim que decidi começar a ler a saga. Não estava nos meus planos, mas aconteceu, e, munida do meu kindle, li Pedra Filosofal em menos de uma semana.

Como está sendo ler pela primeira vez Harry Potter depois de todos esses anos, tendo visto apenas os filmes?

Muitas emoções. Primeiro de tudo, foi uma surpresa descobrir que mais gente como eu está começando a ler agora também. Achei que eu fosse uma das últimas pessoas da face da terra que não tinha lido ainda. Foi bacana confessar isso no meu instagram e receber comentários de pessoas na mesma situação que eu.

Além disso, ler Harry Potter apenas anos depois de ter visto os filmes, é de uma beleza sem igual. Eu consigo dar mais atenção aos detalhes. Eu consigo imaginar as cenas de um jeito tão rico, graças não somente à descrição nos textos de J.K. Rowling, mas também graças ao que vi nos filmes e nos parques.

Harry Potter
Não resisti e comprei o primeiro!

Não tem jeito, pra mim, Hermione é a Emma Watson, assim como Harry é Daniel Hadcliff e Ron é Rupert Grint. Assim como Snape será para sempre o saudoso Allan Rickman. Não consigo imaginar Minerva sendo interpretada por outra pessoa que a maravilhosa Maggie Smith. Simplesmente não dá pra imaginar nenhum personagens de maneira diferente daqueles que foram apresentados nas telonas. Mesmo que nos livros a descrição seja ligeiramente diferente. Então sim, assistir os filmes antes simplesmente altera completamente a experiência da leitura. Pois nesse processo damos faces aos nomes e conseguimos identificar melhor quem é quem, inclusive nos trejeitos de cada um.

Claro que a experiência da leitura é mais rica em outros aspectos. Os filmes são excelentes, não há dúvidas, e revolucionaram a indústria cinematográfica da época. Mas com os livros conseguimos prestar mais atenção nos pormenores que fazem toda a diferença. Os nomes dos feitiços, a maneira como a escola funciona, as dicas que as frases enigmáticas de Dumbledore podem dar.

Depois de assistir aos filmes de Harry Potter, ler significa saber o que vai acontecer mais à frente e nos dá a possibilidade de perceber as intenções da escritora com cada detalhe de cada cena. Um escritor de excelência é assim, nada em seu texto é em vão, tudo é uma sementinha para o que virá mais adiante. Talvez seja isso que nos encante tanto nos livros de J.K. Rowling, pois ela consegue com maestria amarrar todo um universo bem detalhadoCom esse olhar mais atento eu consigo compreender melhor a paixão dos potterheads.

Estou terminando a Câmara Secreta e já tenho vontade de assistir todos os filmes novamente. E vocês, já leram ou fazem parte do time que ainda não começou a ler? O que posso dizer é que é uma experiência deliciosa que vale muito à pena.

Edições Ilustradas pela Rocco

Os livros da série Harry Potter são publicados aqui no Brasil pela Editora Rocco que faz um trabalho incrível com tudo relacionado aos livros de J.K. Rowling. A editora está investindo atualmente em uma linha de edições ilustradas. Já foram lançadas Harry Potter e a Pedra Filosofal, Harry Potter e a Câmara Secreta, e, recentemente Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, o terceiro volume da série do bruxo. Com projeto gráfico sofisticado – capa dura, sobrecapa e miolo em papel couché – os livros trazem o texto integral de J.K. Rowling acompanhado dos incríveis desenhos do premiado artista britânico Jim Kay, escolhido para recriar em imagens os sete livros da série.  Não resisti e comprei recentemente Harry Potter e a Pedra Filosofal ilustrado e olhem só que lindeza!

Harry Potter

A tradução de Harry Potter e a Pedra Filosofal edição ilustrada é de Lia Wyler.

Estou aqui me coçando pra não correr lá na livraria em adquirir todos os outros, incluindo Animais Fantásticos e Onde Habitam ilustrado por Olivia Lomenech Gill que eu já andei dando uma olhada e está maravilhoso de lindo. E querem saber uma coisa super bacana sobre a edição ilustrada de Animais Fantásticos e Onde Habitam? É que os lucros da venda desta edição irão para a Comic Relief e para a Lumos instituições de caridade da própria J.K. Rowling,  que ajudam algumas das crianças e jovens mais vulneráveis do mundo a ter uma vida melhor.  J.K. Rowling melhor pessoa!

Olha como a edição ilustrada de Harry Potter e a Pedra Filosofal é linda por dentro!

Harry Potter
Ilustração da torcida da Grifinória na partida de quadribol.
Harry Potter
Ilustração Guia de Trasgos de Newt Scamander no livro Harry Potter e a Pedra Filosofal

 

E vocês? Tem os volumes ilustrados? O que acham deles? O que acham de Harry Potter? Me contem suas histórias! <3

Ama muito leitura? Dá uma olhada aqui que tenho várias outras dicas de livros bacanas!

Gostou? Compartilhe!

Posts Relacionados

3 thoughts on “Eu nunca li Harry Potter… mas…

  1. Beatriz Figueiredo says:

    Que legal, Cyn!
    Eu amo Harry Potter porque significa muito pra mim. A minha história com a saga é diferente: vi o filme pela primeira vez em fita cassete aos 9 anos de idade. Achei o livro pra ler na biblioteca da escola. Os litros eram muito caros na época, 60 reais. Eu dependia das bibliotecas. Entrei para o fã clube e nos reuníamos na Quinta da Boa Vista pada debatermos sobre o livre. Fiz muitas amizades que tenho até hoje. Quando assisti o último filme na pré estreia aos 17 anos, eu chorei. Por tudo o que representa pra mim.
    Hoje madura enxergo detalhes nas histórias que na infância e adolescência eu não via.
    Fico feliz que você tenha descoberto esse mundo <3

    • Cyn Cardoso says:

      Que bacana seu relato, Beatriz. Eu acho lindo demais o quanto esse mundo que J.K. Rowling criou foi capaz de transformar a vida de tantas pessoas. É de emocionar mesmo. Eu espero do fundo do meu coração que ela crie ainda muitas outras histórias bacanas desse universo mágico. <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *